Geraldo Vespar


Nascido em Quixadá, no Ceará, em 1937, Geraldo Vespar, 82 anos, atuou em diversos filmes, novelas, especiais, minisséries na televisão, como instrumentista, compositor, arranjador, orquestrador e regente, ao longo de mais de 60 anos. Estudou com Geraldo Amaral, Paulo Silva, Moacir Santos e Guerra Peixe. Cursou a Escola de Música da UFRJ, no Rio de Janeiro, a Manhattan Scholl of Music, em NY, e a Berklee College of Music, em Boston, nos EUA. Em Los Angeles, estudou orquestração com Albert Harris, um dos mais renomados arranjadores da história dos EUA, famoso pelo seu trabalho com Barbara Streisand, Cher, Roberta Flack e muitos outros. Edu Lobo e Francis Hime também estudaram com o Maestro Harris, em Los Angeles. Geraldo Vespar participou de trilhas históricas de muitos filmes, colaborando, entre muitos outros, com Moacir Santos, Radamés Gnattali e Remo Usai.


Chefiou o núcleo de dramaturgia e composição de música incidental do Departamento Musical da TV Globo nos anos 80, tendo sido um dos responsáveis pela implantação da música original nos primeiros programas que já dispensavam o uso de trilhas internacionais de sucesso, que, antes dele, povoava toda a teledramaturgia da TV Globo. Foi diretor musical das novelas Dancing Days e Partido Alto, entre inúmeras outras. Destaca-se igualmente, a sua forte atuação como produtor, arranjador e violonista de grandes nomes como Nara Leão, Beth Carvalho, João Nogueira, Clara Nunes, Moacir Santos (tocou no antológico “Coisas”). Foi um grande destaque nas orquestras da TV Excelsior, TV Tupi e TV Globo (anos 60, 70 e 80), do Maestro Cipó e fez carreira internacional com o maestro francês Paul Mauriat, a partir dos anos 70. Poucos músicos brasileiros tiveram uma carreira tão ligada ao audiovisual como Geraldo Vespar. Recentemente, foi homenageado nos EUA pelo importante violonista Paulo Martelli, com o lançamento do magnífico CD “20 Estudos Populares Brasileiros para Violão”, uma obra de imenso fôlego, beleza e importância.